banner Greve Geral

Diante do anúncio feito pelas Centrais Sindicais nacionais de suspensão da greve nacional convocada para o dia 05/12, orientamos em Minas Gerais:

  1. Manutenção de toda a nossa programação de panfletagens, atividades com a sociedade, pressão à deputados federais e táticas de comunicação definidas coletivamente com os movimentos sociais e sindicatos.
  1. Manutenção da mobilização já convocada para o dia 05 de dezembro em Belo Horizonte com concentração às 17 horas na Praça Afonso Arinos. Este dia continua sendo de luta contra a reforma da previdência em articulação com movimentos sociais e convocada pela Frente Brasil Popular Minas.
  1. O anúncio da retirada de pauta de votação da reforma na próxima semana não significa que o Governo Golpista e ilegítimo desistiu de aprová-la. Significa que não tem, neste momento, o número necessário de votos dos deputados federais para ganhar a votação. A proposta não foi retirada do Congresso. Este contexto exige de cada um de nós a continuidade de ações para derrotarmos uma reforma que, se aprovada, destruirá, nosso direito à aposentadoria. O governo Michel Temer mente e não tem palavra. Então, as ações de enfrentamento precisam continuar.
  1. É importante mantermos todos os atos já convocados para o dia 05 de dezembro em nossas regiões.

Direção da CUT Minas

Beatriz da Silva Cerqueira

Presidenta da CUT Minas

Jairo Nogueira Filho

Secretário Geral da CUT Minas

TODOS CONTRA A REFORMA DA PREVIDÊNCIA

Em novo vídeo, lançado em 23/11, no Senado Federal, a ANFIP revela a verdade sobre os dados da Previdência Social, resultado do relatório da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), que teve a assessoria da Entidade.

O governo TEMER quer acabar com seu direito de se aposentar! Trabalhadores em greve contra mais esse retrocesso!

 

Cartilha Reforma da Previdencia

Newsletters

Cadastre seu email para receber notícias