Banner
Formação sindical em Belo Horizonte

Formação sindical em Belo Horizonte

Debater o tema e discutir ações de combate e prevenção tem se mostrado o caminho para incentivar as vítimas a buscarem apoio para superar a situação e enfrentar o agressor.

Tema ainda pouco abordado nas empresas, o assédio sexual no trabalho é uma das muitas formas de violência que as pessoas sofrem no seu dia-a-dia e, em especial, as mulheres. Com o objetivo de combater e prevenir tal prática, o SINTER-MG passou a trabalhar o tema, junto aos dirigentes do Sindicato e também em diversos fóruns, como forma de fortalecer e empoderar trabalhadores e trabalhadoras na luta contra a violência.

O Sindicato, por meio da diretora de Comunicação e Cultura,  Janya Costa, vem abordando o assédio sexual, a pedido da Central Única dos Trabalhadores, em módulos dos cursos de Formação de Formadores, realizados no Espírito Santo e Minas Gerais.

Durante as formações, Janya trabalha textos de sua autoria, que trata do assédio sexual no trabalho como questão de gênero e também textos de outros autores, convidando os participantes a pensarem a forma como a sociedade lida com o assédio sexual e incute a culpa à vítima: “Por ser um assunto polêmico, tratado como tabu em muitas discussões, acaba por dificultar o seu combate. As vítimas, em sua maioria mulheres, não conseguem reagir diante do assédio, sentem medo de denunciar, vergonha e culpa, por algo que não é sua responsabilidade. O assédio seja ele sexual, ou moral, traz graves problemas à saúde física e psicológica da vítima e fere a dignidade humana. É necessário falar, trabalhar o tema, desconstruir estereótipos, incentivar a denúncia de forma a enfraquecer os agressores, e ser solidário à vítima”, analisa a diretora.

Assédio sexual no ambiente de trabalho: denunciar é a melhor defesa! O Sindicato mantém seus canais sempre abertos para orientações aos trabalhadores e trabalhadoras que forem submetidos a condições ou condutas que tipificam o constrangimento sexual no ambiente de trabalho, orientando as vítimas sobre como devem proceder. O SINTER-MG, portanto, chama seus associados a falarem do tema, a discutirem este assunto nos escritórios, criando uma corrente de solidariedade e um canal de comunicação. Quem quiser denunciar algum ato ou precisar de apoio, o Sindicato estará à disposição, por meio de sua assessora jurídica, pelo telefone 0800 283-3080.

CLIQUE AQUI e leia o texto elaborado por Janya.

Formação sindical em Vitória

Formação sindical em Vitória

Newsletters

Cadastre seu email para receber notícias