IMG_2700

Aconteceu nos dias 21,22 e 23 de fevereiro, em Guarapari, no Espírito Santo, reunião da Comissão Organizadora do XIII Confaser – Congresso da Federação Nacional dos Trabalhadores da Assistência Técnica e Extensão Rural e do Setor Público Agrícola do Brasil (Faser). O Congresso, que começou a ser planejado durante o Confaser Extraordinário, realizado em 2017, em Confins, está sendo organizado por membros do SINTER-MG, da Associação dos Servidores do Incaper – Assin(ES) e membros da Faser, além de um grupo assessor composto por professores de instituições federais de várias regiões do País.

O Congresso, que contará com a participação de trabalhadores de todos os estados brasileiros, será realizado com o objetivo de promover a luta contra o desmonte da assistência técnica e extensão rural no País, fomentando a discussão e o fortalecimento da Extensão Rural de forma unificada e conjunta, garantindo a continuidade do serviço de assistência técnica gratuito e de qualidade, que tanto contribui para a promoção humana e econômica das famílias do campo. Tão logo a programação do Congresso esteja definida, o SINTER-MG trará mais informações sobre a participação dos extensionistas.

Vivenciando a prática da Extensão – Conhecimento desenvolvendo pessoas

IMG_2723

Durante o encontro, o grupo realizou visita técnica à Escola Família Agrícola de Olivânia, uma organização escolar fundada há 49 anos e que mantém a aprendizagem e formação profissional para os jovens do campo. A escola faz parte do Movimento de Educação Promocional do Espírito Santo (Mepes), um projeto de promoção social das pessoas que vivem no campo, criado pelo padre Humberto Pietrogrande, jesuíta de origem italiana, juntamente com agricultores do Estado.

Olivânia

Em 1969, a escola foi reconhecida pelo Ministério da Educação e deu início às suas atividades, sendo a primeira na América Latina a fazer uso da pedagogia da alternância, assegurando aos alunos uma formação integral que abrange aspectos profissionais e humanitários, promovendo uma educação contextualizada e comprometida com a qualidade de vida no campo e preparando os jovens, principalmente para as atividades ligadas diretamente à agricultura familiar.

A pedagogia da alternância é um modelo de ensino adotado nas escolas famílias agrícolas, em que os alunos passam uma semana na escola aprendendo a parte teórica e uma semana em casa, colocando em prática, juntamente com os pais, o que aprenderam no ambiente de ensino. Todo o conteúdo programático é pautado na realidade dos alunos e eles são valorizados pelo que fazem e sabem.

IMG_2738

Marcos Meneguelli – Coordenador da Escola

O coordenador da Escola, Marcos Meneguelli, fala com orgulho do sucesso da instituição e o impacto positivo do ensino agrícola na vida dos alunos, apesar de todas os desafios enfrentados: “Nós lutamos diariamente para garantir recursos para o funcionamento da Escola e o que mudou, o que conseguimos aprimorar, é que, apesar da falta de investimentos, apesar de todas as dificuldades, a maioria das nossas unidades bateram o recorde de alunos inscritos. Os nossos jovens estão se atentando para a importância do ensino nessa modalidade e como esse aprendizado pode contribuir para mudar suas realidades e das comunidades que eles habitam.”

 

Newsletters

Cadastre seu email para receber notícias