Banquetaço Belo Horizonte_2702 (44)

SINTER-MG participa do Banquetaço em defesa do Consea e da alimentação saudável no prato dos brasileiros

Membros do SINTER-MG participaram do Banquetaço, realizado nesta quarta-feira (27), no Centro de Belo Horizonte e em diversas cidades por todo o País. Foram distribuídos almoços gratuitos no início da tarde, em um protesto contra a extinção do Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea). Na programação, um cardápio cultural e político, para dialogar com a população sobre a importância da defesa do Consea, enquanto espaço de participação social na formulação e fiscalização de políticas voltadas para a alimentação adequada e saudável.

A ação ocorreu embaixo do viaduto Santa Tereza, na Avenida dos Andradas e teve o objetivo de manifestação contra a Medida Provisória 870, editada no início do ano pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL), que extinguiu o Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea),  que era  um espaço institucional para o controle social e participação da sociedade na formulação, monitoramento e avaliação de políticas públicas de segurança alimentar e nutricional, com vistas a promover a realização progressiva do Direito Humano à Alimentação Adequada.

Em um momento em que a fome é realidade para milhões de trabalhadoras e trabalhadores brasileiros, decretar o fim do Consea é empobrecer as políticas de segurança alimentar e nutricional, construídas por muitas mãos ao longo dos últimos anos. Participaram do ato de protesto, organizado por trabalhadores do Consea, representantes de movimentos como MST, CSA, coletivos de jovens, produtores rurais, autoridades municipais e estaduais. Pelo SINTER-MG compareceram os diretores Carlos Augusto de Carvalho, Lúcio Passos, e Noé Fernandes, além da estagiária do departamento jurídico, Ana de Azeredo Soares.

Banquetaço Belo Horizonte_2702 (25)

Carlos Augusto de Carvalho reforçou a importância da participação de representantes dos trabalhadores em extensão rural e Assistência Técnica:

Black

 

Maíra, do Movimento dos trabalhadores Rurais sem Terra, pede a volta do Consea e ressalta a importância do órgão contra a fome no Brasil:

Maira

A pesquisadora e socióloga Renata Motta falou sobre sua pesquisa de doutorado, que será publicada em um livro*, que faz uma comparação entre a adoção dos transgênicos no Brasil e na Argentina, reforçando a necessidade de atuação dos movimentos sociais e de defesa da alimentação saudável e da soberania alimentar, para garantir comida de verdade na mesa da população brasileira:

Renata Motta

Confira as fotos no Facebook do SINTER-MG

*O livro Entre Controvérsia e Hegemonia, os transgênicos na Argentina e no Brasil, será lançado no dia 9/3, na Livraria Da Rua, na Savassi, Belo Horizonte, de 11h às 14h.

 

Newsletters

Cadastre seu email para receber notícias